Driven - K. Bromberg [Série Driven #1]


Comecei a ler Driven quando uma amiga insistiu que era maravilhoso. Confesso que no começo era meio maçante, mais ao longo da leitura Colton e Rylee me conquistaram de uma forma surpreendente. Era uma indecisão: queria ler os livros, mas não queria acabar a história. Tanto é que me arrastei na leitura de tão apegada fiquei a eles dois. Driven não é apenas mais um livro com conteúdo erótico, ele traz um turbilhão de emoções, traz um drama denso que o torna impossível de largar até o final. Um romance profundo que me sugou e com certeza vai ficar permanentemente na lista de boas leituras. Você não vai se arrepender ao dar uma chance para ele. Confira a resenha completa.


● Driven  Série Driven #1 ● K. Bromberg ● Universo dos Livros ● 2015 (lançamento no Brasil) ●  400 páginas
Rylee Thomas está acostumada a ter sempre o controle. Agora, porém, ela estará frente a frente como único homem capaz de convencê-la a abrir mão desse privilégio... Em um mundo cheio de mulheres prontas a fazer qualquer coisa em nome do desejo, Rylee sempre foi exceção à regra. Assim, ela apareceu como um desafio na vida do belo Colton Donavan, um piloto profissional habituado a conseguir exatamente o que deseja. Colton é um bad boy impulsivo, sempre testando limites, uma bomba prestes a explodir.Rylee havia construído um mundo seguro, com disciplina e cuidado, longe de homens como ele. Colton não pode dar a segurança que Rylee precisa, e ela também se sente incapaz de satisfazer um homem tão intenso. Mas Colton balançará a vida de Rylee como uma tempestade: tirando-a do controle, testando sua vulnerabilidade e – sem qualquer intenção –atravessando a muralha que protege o coração abalado da garota.O sedutor playboy também esconde segredos obscuros, que pretende revelar a ela antes que seja tarde demais. Após Rylee e Colton descobrirem que possuem em comum uma impressionante química sexual, será que os dois conseguirão superar a necessidade de controle para se entregarem a uma relação? E na colisão entre esses dois mundos tão distintos,será suficiente apenas a atração para uni-los?

Bromberg nos apresenta Rylee Thomas, uma mulher altruísta, decidida, sexy e conselheira no "The House", uma casa que cuida de 7 meninos órfãos. A dois anos ela perdeu o que mais amava, e agora ela dedicava seu tempo ao a cuidar dessas crianças. Colton Donavan é um homem egocêntrico, bad boy e um piloto de corrida superfamoso. Mas, mesmo demonstrando tanto poder e arrogância, Colton é totalmente quebrado por dentro, cheio de traumas e impressões ruins sobre o que é amar. Porém, aos 8 anos foi adotado por um diretor de Hollywood e o seu passado quando era criança tornou-se um mistério aterrorizante.

Uma noite, Rylee cruza com Colton e imediatamente sentem-se atraídos. Ao perceber que ele é aquele típico cara que não tem relacionamentos, apenas arranjos, ela decide proteger seu coração de mais uma decepção. Além de convencido, Colton possui um sex appeal impossível de ignorar.

Imperfeitamente perfeito e sexy, com um sorrisinho sugerindo arrogância e um ar transpirando encrenca.


Através dos meninos do “The House” Colton consegue ultrapassar as barreiras que ela construiu para se proteger. Ela é a única mulher forte o suficiente para colocar Colton em seu devido lugar (ou pelo menos, ela tenta). Isso, claro, o intriga bastante e, sem perceber, ele se vê atraído não pelo corpo, mas também pelo caráter de Rylee. Devido a sua infância sofrida, Colton não quer precisar de algo ou alguém e não deixa ninguém chegar muito perto. A maneira como ele reage e se sente quando está com Rylee é nova para ele e o assusta. Mesmo que ela saiba que ele tem problemas com compromissos e que ela pode acabar com o coração partido, simplesmente não consegue ficar longe dele. Ela consegue enxergar um lado de Colton que mais ninguém vê e é isto que a impulsiona a dar uma chance ao relacionamento. Eles têm uma química explosiva e Colton é como um vício para ela.

Este casal, na minha opinião, é um dos mais marcantes e explosivos da literatura e não tem como conhecer esta história sem ficar com uma tremenda ressaca. Houve cenas em que eu acho que nem piscava durante a leitura, prendia a respiração.

A trilogia foi comprada pela Universo dos Livros e lançado o primeiro livro no ano passado.

Comentários

Postagens mais visitadas